Hotelaria

Hospedagem no Recife é 21% mais cara nos dias de jogos da Copa

Aumento não é considerado dos mais absurdos. Em Salvador, valor chega a 212% a mais do que a média normal

por Alexandre Cunha | sab, 03/15/2014 - 15:08

Crédito: Google Maps
Segundo presidente da Abih-PE, ainda há muitas vagas na rede hoteleira do estado

No Recife, o aumento médio nas tarifas de hotéis nos dias de jogos da Copa do Mundo de 2014 é de 21% em relação aos dias de junho e julho em que não há partidas do torneio. O levantamento foi feito pelo site de viagens TripAdvisor, baseado na oferta de preços de hospedagem das 12 cidades-sede.

De R$ 458,13 nos dias sem jogos, as diárias na rede hoteleira da capital pernambucana sobem para uma média de R$ 553,51, nos dias com partidas marcadas na Arena Pernambuco. Apesar do número, Recife é uma das cidades onde houve menor aumento no valor; as campeãs são Salvador, com 212% de aumento, e Belo Horizonte, 143%. Na capital baiana, diárias de R$ 291,67 sobem para R$ 909,42 nas datas de jogos do mundial. 

O preço médio de diárias mais caro do país é no bairro de Ipanema, no Rio de Janeiro, no valor de R$ 1.773,71. Em Manaus, uma exceção: a capital do Amazonas é a única cidade que teve queda nas tarifas. O preço nos dias dos jogos fica 4% inferior à média usual de junho e julho.  

Presidente da Associação Brasileira de Indústria de Hotéis em Pernambuco (Abih-PE), Eduardo Cavalcanti garantiu que os preços na cidade estão mais baixos que na época do réveillon. “Não se pode negar que a Copa transforma qualquer cidade em altíssima estação, mas exploração mesmo está tendo nas passagens aéreas. É só pesquisar e ver que os preços estão na casa dos R$ 2 mil”, assegurou Cavalcanti.

Pouca procura – De acordo com o presidente da Abih-PE, muitos hotéis estão com vagas sobrando para o período da Copa 2014. “A Match Point, operadora oficial da Fifa, tinha contratado de 10 a 12 mil apartamentos, mas já desistiu de 40%, porque não está tendo demanda. Vale lembrar que o turista de fora vem para ficar perto da sua seleção, e Pernambuco não hospedará nenhuma”, afirmou o gestor ao lembrar que os times só vêm jogar as partidas no estado. Ainda assim, Cavalcanti é otimista e diz que a expectativa é de 80% da ocupação seja realidade durante a Copa.

Segundo Eduardo Cavalcanti, apenas alguns hotéis em Boa Viagem, como o Golden Tulip e Mar Hotel, que hospedarão equipes da Fifa e jornalistas, já estão com 100% da ocupação preenchida. Outro dado interessante informado pelo presidente da Abih-PE é que 70% dos ingressos comprados para os jogos na Arena Pernambuco foram de recifenses ou de moradores de um raio de até 200 km de distância do estádio, ou seja, de municípios do interior de Pernambuco e de estados vizinhos.

Login

Para enviar comentário é preciso ser usuário cadastrado.
Ainda não sou cadastrado, quero fazer o meu registro agora!


Esqueceu sua senha?
 
Leia  © Copyright 2014